Ápos 18 anos justiça condena Noamir Dias pelo assassinato de Deusimar Rufino; Confira

0

Em Camocim, Noamir Dias de Jesus, de 62 anos, foi condenado a 12 anos de prisão por homicídio. A pena deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado.   

Noamir é acusado de ter assassinado, em 7 de fevereiro de 2000, há exatos 18 anos, Deusimar Rufino Pereira, de apenas 20 anos. O júri, teve início às 09:00h desta quarta-feira, 28, foi presidido pelo Juiz Saulo Gonçalves Santos, que responde pela 1ª Vara do Fórum Alcimor Aguiar Rocha. A sessão foi encerrada às 19:25h. 

O acusado não compareceu ao julgamento. Alegando problemas de saúde, ele foi representado por seus advogados. O magistrado já expediu o mandado de prisão. Noamir não poderá recorrer em liberdade. Morando atualmente no estado da Bahia, ele deverá cumprir a pena na Cadeia Pública de Camocim. Caso não seja encontrado,  será considerado foragido pela justiça.

A defesa, que promete recorrer, ficou a cargo do Advogado Leandro Vasques. Já a acusação foi realizada pelo Promotor Evânio Pereira.  O julgamento chegou a ser adiado por duas vezes devido à ausência de algumas importantes testemunhas. A vítima foi morta com um tiro à queima-roupa que atingiu o lado esquerdo do peito, em março de 2000, em uma “segunda de carnaval”, na cidade de Camocim.  

Deusimar, da família “Furtuoso”, foi morto dentro da casa do acusado, que era empresário de pesca à época. 
Ele teria ido até lá a convite do cunhado do próprio assassino. Noamir nunca negou o crime. Por outro lado, durante todo esse tempo, de acordo com seus depoimentos, sempre se contradizia quando falava dos motivos que o levou a matar Deusimar. Durante todo o tempo de duração do processo, ele nunca foi preso. 

Fonte: Camocim Online

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO