De 38 camocinenses internados por Covid-19, 16 são moradores do centro

0

O município de Camocim vive os efeitos severos da segunda onda da Covid-19. O boletim epidemiológico deste sábado, 21, apontou para o maior número de pacientes internados desde o início da pandemia. 

Ao todo, são 38 camocinenses em leitos hospitalares para tratar o novo coronavírus, 276 em isolamento domiciliar e 99 óbitos. Dos 38 pacientes internados, 16 deles são residentes no centro da cidade, bairro com maior número de internações, seguido por Cruzeiro (06) e Boa Esperança e São Francisco com 3 cada um. Além disso, o município registrou 13 óbitos em 13 dias. Uma média de um morte pela covid-19 por dia em Camocim.

Diferente do ano passado, em 2021, os hospitais e alas especializadas para a Covid vivem um colapso. O número de ocupações superou a demanda pela procura de leitos e já registou morte de pacientes por falta de UTI. 

Segundo especialistas, uma das características da nova cepa da Covid-19, é o prolongamento do tempo de internação de pacientes em leitos hospitalares. O que torna mais difícil para administrar a regulação. 

O município segue testando e vacinando conforme a oferta de vacinas e quantidade de teste que dispõe. Enquanto, não chegarmos ao pico da doença e a vacina não for suficiente para a maioria, a única saída continua sendo o isolamento social para reduzir a velocidade de novos casos.

Camocim Portal de Notícias

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.