Foragidos, pai e madrasta são investigados por morte de menina de 3 anos no Ceará

0
Maria Ester Rodrigues Correia, de 3 anos, foi levada pelo pai ao Hospital de Russas com diversas lesões, na noite da última terça-feira, 21. O prontuário afirma que pai e madrasta foram à unidade hospitalar com a criança morta e teriam comunicado que ela havia sofrido um engasgo. Para justificar marcas de espancamento, o homem afirmou que a menina havia caído de uma motocicleta um dia antes. De acordo com o delegado de Russas, Eduardo Borges, o casal, Nemezio Correia Galvao Neto e Eduarda Ferreira Luiz, é suspeito da morte da vítima e, após deferimento de mandado de prisão temporária, são considerados foragidos
“A criança foi apresentada no hospital pelo pai e a companheira. A criança apresentava sinais de espancamento e agressões. Quando o pai deixou a criança no hospital, eles (pai e madrasta) se evadiram. Foi encaminhado guia e o corpo para verificar se existia sinais de natureza sexual”, explica o delegado.
Conforme o delegado de Russas, existia inquérito desde fevereiro em relação a suspeita de um abuso sexual, mas que teria sido cometido pelo avô paterno. Maria Ester era acompanhada por conselheiros tutelares que visitavam a residência onde ela morava com o pai e a madrasta. Antes disso, ela viveu com o avô paterno e existia discussão forte em relação à guarda da criança, entre o avô e o pai.
Informações do Jornal Opovo.
Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.