Bolsonaro desembarca em Brasília após viagem de quatro dias à Suíça

0

Presidente e ministros participaram do Fórum Econômico Mundial, em Davos. Neste fim de semana, ele vai a São Paulo onde passará por cirurgia para retirada da bolsa de colostomia.

Após passar os últimos quatro dias na Suíça, o presidente Jair Bolsonaro desembarcou na Base Aérea de Brasília pouco depois das 6h da manhã desta sexta-feira (25).

Na primeira viagem internacional como presidente da República, Bolsonaro participou do Fórum Econômico Mundial, em Davos.

Durante a participação no fórum, Bolsonaro afirmou que quer “abrir” a economia brasileira e atrair investidores estrangeiros para o país.

Bolsonaro disse, ainda, que quer tornar o Brasil um dos 50 melhores países para investimentos –atualmente, o Brasil está em 109º lugar, conforme relatório do Banco Mundial.

  • João Borges:Discurso de Bolsonaro foi genérico
  • Hélio Gurovitz: Bolsonaro evitou riscos em discurso
  • Camarotti:Trecho sobre meio ambiente foi bem recebido

Enquanto o presidente esteve na viagem, o vice, Hamilton Mourão, comandou o país. Nos últimos quatro dias, Mourão foi a eventos, concedeu entrevistas coletivas à imprensa e assinou medidas de governo.

Agenda desta sexta

De acordo com a agenda oficial de Bolsonaro prevista para esta sexta, divulgada pela Secretaria de Comunicação, o presidente terá os seguintes compromissos:

  • 10h: Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil;
  • 14h: Fernando Azevedo, ministro da Defesa;
  • 15h: Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo;
  • 15h30: Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo, e Marcos Rocha, governador de Rondônia.

Cirurgia em São Paulo

Jair Bolsonaro viaja à cidade de São Paulo neste fim de semana onde passará por nova cirurgia para religar o intestino e retirar a bolsa de colostomia.

Em setembro do ano passado, Bolsonaro foi vítima de ataque à faca durante ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. Ele teve o abdomên perfurado, passou por duas cirurgias, e ficou 23 dias internado Hospital Albert Einstein, na capital paulista.

Bolsonaro em Davos

Bolsonaro chegou à Suíça na segunda-feira (22) acompanhado dos ministros Paulo Guedes (Economia), Sérgio Moro (Justiça), Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional).

Na primeira entrevista concedida no país, disse que faria um discurso “muito curto” e “objetivo” no qual mostraria aos participantes do fórum que o Brasil busca negócios “sem viés ideológico”. O discurso do presidente durou seis minutos.

Durante a viagem, Bolsonaro fez algumas falas à imprensa. Sobre a crise política na Venezuela, por exemplo, disse que reconhece Juan Guaidó como presidente do país em vez de Nicolás Maduro.

A entrevista coletiva que concederia ao lado de ministros, organizada pelo fórum, contudo, foi cancelada.

Na passagem por Davos, Bolsonaro se reuniu com chefes de governo e empresários. Em um dos dias, almoçou em um “bandejão”.

Com Informações G1 CE

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.