Eleição para presidente da câmara de Camocim pode provocar racha entre vereadores de situação

0

Uma outra eleição promete criar polêmicas em 2018, não estamos falando da acirrada eleição para deputados estadual, que será polarizada em Camocim entre os candidatos Romeu Aldigueri (PDT) e Sergio Aguiar (PDT) e sim, da disputa para presidente da Câmara Municipal de Camocim. 

Camocim é uma das poucas cidades em que o mandamento para o presidente é de dois anos, pois na maioria das cidades  vizinhas, o mandato é de apenas um ano, inclusive muitos parlamentares até mesmo da base governista gostariam que o mandato do presidente fosse de apenas um ano, pois daria mais democracia na condução do parlamento e descentralizaria o poder das mãos de um único vereador.

Atualmente a eleição para a escolha do vereador que preside a Casa Legislativa é feita a cada dois anos.  Na disputa deste ano, dois nomes são cogitados nos bastidores da Câmara Municipal, são eles: o vereador Cesar Veras, braço direito do deputado Sergio Aguiar e Evadinilson Oliveira – Oliveira da Pesqueira (PCdoB).

Cesar é cotado como um dos prováveis nomes à sucessão da prefeita de Camocim, Monica  Aguiar (PDT), apesar de encontrar muita resistência dentro do próprio grupo ao seu nome. O vereador está em seu primeiro ano, do terceiro mandato. Um outro nome cotado e que tem a preferência da maioria do grupo é o de Kleber Veras, atual presidente da Câmara. Confira (AQUI).

Já Oliveira, terminando o primeiro ano de seu segundo mandato, tem se mostrado um grande articulador, conseguindo agradar todos os vereadores através de um discurso apaziguador. Oliveira conseguiu organizar o Partido PCdoB que fez dois vereadores, além de puxar o vereador Zezinho (DEM), pelo coeficiente eleitoral.

Cesar Veras tem tentado persuadir o vereador Oliveira para que o mesmo desista de sua candidatura, tendo em vista que Oliveira já teria diversos apoiadores dentro da bancada de situação e pode contar ainda com o reforço da bancada de oposição, caso a bancada não lance um nome.

Uma coisa é certa, se Oliveira lançar seu nome, deve desagradar e muito, o presidente da União dos Vereadores do Ceará (UVC) e seu chefe político e esposo da prefeita de Camocim.

Redação Portal de Camocim 

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO