ESPECIALISTAS DIZEM QUE PRESIDENTA DILMA PRATICOU CRIME.

0

Três especialistas convidados por parlamentares da oposição afirmaram nesta segunda-feira (2) à comissão especial do impeachment entender que o governo da presidente Dilma Rousseff praticou fraude fiscal, maquiou as contas públicas e cometeu crime de responsabilidade.

A reunião durou cerca de dez horas, e teve troca de farpas entre senadores.

Os três convidados foram o procurador do Tribunal de Contas da União (TCU) Júlio Marcelo Oliveira, o professor de direito José Maurício Conti e o advogado Fábio Medina Osário.

O procurador do TCU, Júlio , afirmou que o governo praticou “fraude fiscal” e “contabilidade destrutiva”. O professor de direito José Maurício sustentou que o governo fez uma “maquiagem nas contas públicas”. “São ilegais a edição de créditos suplementares e está tipificada a ocorrência de crime de responsabilidade, nesse aspecto”. O presidente do Instituto Internacional de Estudos de Direito do Estado , Fábio Medina, defendeu que o Senado é “soberano” para analisar, além das “pedaladas fiscais” e dos seis decretos orçamentários, o “conjunto da obra” dos fatos e denúncias que envolvem Dilma Rousseff.

 

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.