TSE concede direito de resposta a Bolsonaro em programa de Alckmin

0

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro Luís Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu nesta quarta-feira conceder direito de resposta à coligação do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, para permitir que ele responda a críticas veiculadas no programa de rádio do tucano Geraldo Alckmin.

Bolsonaro terá direito a 1 minuto e 14 segundos para se posicionar sobre o que a defesa considera desvirtuamento da fala do candidato e de montagem, com intuito depreciativo, para fazer o eleitor acreditar que ele é contra pobres. Na peça, foi veiculada fala do candidato do PSL em que diz ter votado na Câmara contra a chamada PEC das Domésticas, mas fora do contexto.

O tempo determinado pela decisão do TSE é mais do que 8 programas que o Bolsonaro tem atualmente — seus programas são de 9 segundos.

Em sua decisão, o ministro afirmou que a propaganda publicou resposta de Bolsonaro fora de um contexto e que isso “ultrapassou a esfera da mera crítica política, espraiando-se em verdadeira divulgação de fato distorcido, perceptível de plano”.

“Dessa forma, nos moldes dos precedentes desta Corte Superior, deve ser concedido o direito de resposta, para o fim de reequilibrar a distribuição do espaço das mensagens propagandísticas, evitando-se o abuso e possibilitando a isonomia em prol da liberdade de expressão em sentido contrário ao veiculado”, disse Salomão, em decisão obtida pela Reuters.

Com Informações Extra

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.