Os perigos dos alimentos enlatados e embutidos

0

Se você é daqueles que, pela praticidade ou até mesmo por preguiça de gastar um tempinho na cozinha, adoram alimentos enlatados ou embutidos, saiba que você pode estar assinando uma sentença para doenças, como intoxicação alimentar e botulismo – esta causada pela ingestão de neurotoxina bacteriana, geralmente encontrada em alimentos enlatados como molhos, salsichas, sopas prontas, ervilha, milho verde e atum.

A Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que embutidos e enlatados, alimentos que contêm gorduras, sal, nitratos e nitritos, são grandes responsáveis pela contaminação alimentar e causadores de doenças como hipertensão e infecção pulmonar. Câncer no estômago e, principalmente, no colorretal, tipo de tumor maligno que se desenvolve no intestino grosso, são também, segundo os institutos, motivados pela ingestão de embutidos (mortadelas, salsichas e linuiças, por exemplo) e enlatados.  

Dado divulgado em 2011, e mais recente, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que o hábito alimentar do brasileiro está mudando para pior. De acordo com a pesquisa, no Brasil, o consumo de grãos como arroz e feijão diminuiu.

DRIBLANDO ESSES ALIMENTOS 

 

Feijões, molhos, salsichas são causadores de infecção alimentar e botulismo. (Foto: reprodução / Revista O Povo)

Para o nutricionista Carlos Amaral, o planejamento é uma das maneiras de driblar o corre-corre diário e a falta de tempo para preparar refeições saudáveis. O profissional garante que reservar alguns minutos do dia pode ser a solução para corrigir a alimentação e diminuir o consumo de enlatados e embutidos.

“Reflita e avalie os seguintes pontos: quanto tempo disponível para preparar refeições você tem? Quantas refeições semanais você irá preparar? Qual o seu orçamento? Depois de respondidas essas perguntas, você descobrirá o que funciona para você e se adequará melhor à situação. No decorrer do dia, ao invés de colocar presunto naquele sanduíche da manhã coloque um ovo. No almoço, opte por frango desfiado e no omelete coloque espinafre, tomate e cebola. Mesmo que o tempo esteja muito curto, o correto é não ficar sem comer. A fome pode provocar dificuldade de raciocínio, estresse e tontura”, diz o profissional.

COMER PONDERADAMENTE 

Carlos Amaral explica ainda que é importante entender que o consumo desses alimentos não precisa ser totalmente excluído das refeições, mas que é preciso reduzir seu consumo nas refeições diárias. “É importante frisar, no entanto, que o consumo de embutidos e enlatados não precisa ser eliminado drasticamente do cardápio de cada um. Aquele sanduíche de mortadela com presunto que você comeu na sexta à noite, por exemplo, não vai lhe fazer mal. Correm riscos de contrair doenças mais graves aqueles indivíduos que comem [enlatados e embutidos]todos os dias.”

 

O Povo

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.