360 mil cearenses podem fazer prova de vida do INSS pelo celular

0

Além disso, o prazo que terminaria em 1ª de abril foi prorrogado para o fim de maio, com suspensão de benefício em junho.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ampliou a prova de vida, e a comprovação para milhares de cearenses que recebem benefício pode ser feita por u aplicativo, o Meu.gov.br. O prazo para fazer a prova de vida, sem ter o benefício bloqueado, terminaria no fim de março, mas foi prorrogado até o 31 de maio.

  • Veja o passo a passo de como fazer a prova de vida por biometria no celular

No Ceará, 1,4 milhão de pessoas que recebem benefício fixo do INSS como Benefício de Prestação Continuada (BPC), aposentadoria, ou algum tipo de auxílio, precisam comprovar anualmente que estão vivos para que o benefício não seja bloqueado. Desses, 360 mil podem fazer a prova de vida pelo aplicativo Meu.gov. São pessoas que já possuem biometria cadastrada em órgãos como o Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O restante terá de fazer a prova de vida presencialmente.

Conforme o INSS, as 360 mil pessoas que podem fazer a prova de vida pelo aplicativo vão receber SMS, email ou uma notificação no aplicativo Meu INSS indicando a possibilidade. Passado o prazo, quem não tiver feito a comprovação terá o benefício bloqueado e a regularização terá de ser feita presencialmente na agência bancária na qual a pessoa recebe o benefício.

O aplicativo Meu INSS deve ser usado pelo segurado para acompanhar o resultado da prova de vida após realizar o procedimento.

Os aposentados e pensionistas INSS que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e abril deste ano não terão seus benefícios bloqueados. O governo anunciou a extensão do prazo nesta terça-feira (23). A partir de maio, volta a ser obrigatória, segundo o presidente do INSS, Leonardo Rolim.

Aplicativo Meu.gov

O aplicativo Meu.gov pode ser baixado nas lojas virtuais (Meu Gov.br na Play Store, Meu Gov.br na App Store). Para realizar a biometria facial, o INSS vai usar a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral. Foram selecionados, portanto, segurados que tenham carteira de motorista ou título de eleitor.

A prova de vida é obrigatória para quem recebe algum tipo de benefício do INSS por meio de conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético. No entanto, ela está suspensa devido à pandemia da Covid-19.

Anualmente, os segurados devem comprovar que estão vivos, como forma de dar mais segurança ao próprio cidadão e ao estado brasileiro, evitando fraudes e pagamentos indevidos de benefícios.

5/5 (1)

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.