Bolsonaro retira sonda e faz sua primeira refeição, afirma hospital

0

Em boletim médico divulgado na manhã desta terça-feira (11), a equipe médica do hospital Albert Einstein, em São Paulo. afirmou que o deputado Jair Bolsonaro (PSL) retirou a sonda nasogástrica que estava usando desde a última quinta-feira (6), quando sofreu um ataque a facadas.

No entanto, “o paciente permanece em cuidados de Terapia Intensiva, afebril e sem sinais de infecção”, diz o boletim, assinado pelos médicos Antônio Luiz Macedo, Leandro Echenique e Miguel Cendoroglo. 

Mais cedo, Flavio Bolsonaro, um dos filhos do candidato, havia afirmado em rede social que o deputado havia deixado a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e foi para a unidade semi-intensiva, informação não confirmada pelos médicos. Segundo o filho, Bolsonaro fez sua primeira refeição desde que foi atacado por uma faca enquanto fazia campanha, no último dia 6. Bolsonaro comeu pão e tomou suco.

“Será reiniciada alimentação oral e progredida de forma gradual conforme aceitação”, afirma o boletim médico.

Bolsonaro está no hospital em São Paulo desde sexta-feira (7), um dia depois de ter sido submetido a uma cirurgia na Santa Casa de Juiz de Fora (MG), cidade em que foi esfaqueado. Novo boletim médico deve ser divulgado pelo hospital ainda esta manhã.

O candidato fará uma nova cirurgia considerada de grande porte, ainda sem data para ser realizada. A necessidade de um novo procedimento cirúrgico já tinha sido anunciada na última quinta-feira (6), quando o candidato passou pelos primeiros procedimentos em Minas Gerais. O objetivo é reconstruir o trânsito intestinal e retirar a bolsa de colostomia acoplada provisoriamente ao corpo de Bolsonaro. 

No domingo (9), o presidente em exercício do PSL, Gustavo Bebianno, elogiou a equipe médica que cuida de Bolsonaro e manifestou preocupação com a segunda cirurgia, que traz novos riscos de infecção, mas não soube dizer quando ela deve acontecer. Bebianno disse trabalhar com a previsão de alta para cerca de três semanas, a poucos dias do primeiro turno das eleições. 

O hospital Albert Einstein informou que, enquanto o candidato estiver internado, serão divulgados boletins sobre o estado de saúde dele todos os dias, às 10h e às 18h. A equipe médica responsável é formada pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo e o clínico e cardiologista Leandro Santini Echenique.

 

Com Informações Notícias Uol

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.