Ceará registra 9 mortes de médicos e mais de 14 mil profissionais da saúde infectados com a Covid-19

0

Dos 29 profissionais de saúde que morreram em decorrência da Covid-19 no Ceará, 9 eram médicos, o que equivale a 31% de todas as notificações fatais. Pelo menos 14.934 agentes foram diagnosticados com a doença no Estado. As informações foram calculadas a partir da atualização mais recente do IntegraSUS, publicada nesta quarta (5). A plataforma é administrada pela Secretaria de Saúde (Sesa) e acompanha o avanço da infecção. 

A categoria é a terceira em número de casos. Foram 1.441 médicos infectados pelo novo coronavírus, atrás dos casos em técnicos e auxiliares de enfermagem (4.294) e enfermeiros (2.144). Nos médicos, no entanto, a infecção é mais fatal: a taxa de letalidade da profissão é de 0,6%, a mais alta entre os agentes sanitários do Estado. Isso significa dizer que um em cada 160 infecções em médicos cearenses evoluiu para óbito, bem maior do que registrado em outros profissionais de saúde. Em técnicos de enfermagem, maiores infectados pela doença, a Covid-19 é fatal a cada 613 técnicos acometidos pela doença, o que corresponde a uma taxa de letalidade de 0,18%.
A Capital, epicentro da pandemia na Região Metropolitana do Ceará, é a cidade com maior número de profissionais mortos pelo novo coronavírus do Estado, com 12 óbitos desde o primeiro registro em agentes sanitários, no dia 10 de abril. Fortaleza também é o município com maior quantidade de médicos perdidos para doença, com 5 mortes. 
Diário do Nordeste
Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.