Haverá eleição neste ano?

0

Não é nova e nem fácil de sair do papel a proposta de unificação das eleições no Brasil. Atualmente, há pleitos a cada dois anos. Um deles para prefeitos e vereadores, que está marcado para outubro deste ano. A ideia de unificar as eleições já frequenta os corredores do Congresso Nacional há, pelo menos, uma década. Ela é defendida entre um conjunto de medidas da chamado reforma política ampla, da qual muito se fala, mas só se fala.

Trazer para uma mesma data a escolha de todos os cargos eletivos do País parece ser uma proposta interessante, inclusive por conta dos custos para a realização dos pleitos. Entretanto, para a realidade política atual, é pouco provável que o Congresso Nacional se debruce sobre uma proposta como essa.

O foco, agora, em que os plenários estão se reunindo apenas virtualmente, são as ações emergenciais para o combate ao coronavírus. E depois que a crise passar, dificilmente haverá tempo hábil para discussão sobre o assunto antes do pleito.

MUDANÇA LEGISLATIVA

O prazo para a realização das eleições e as datas constam na Constituição Federal e, por isso, qualquer mudança é complicada do ponto de vista legislativo. É necessária uma alteração na Constituição, a qual precisa de apoio da ampla maioria dos parlamentares. O tema, entretanto, divide os parlamentares. A crise e a possibilidade de adiar as eleições deste ano, porém, mostram ao Brasil, a necessidade de se rediscutir o sistema político nacional de maneira mais profunda.

TEMPO DE INCERTEZAS

É consenso entre os partidos com atuação no Ceará que a crise do coronavírus prejudicou a programação para novas filiações. Entretanto, as articulações estão acontecendo virtualmente. A pandemia vai se encerrar antes do pleito? Haverá tempo hábil para campanha? Com o impacto significativo na economia e os altíssimos custos na Saúde, o País terá recursos públicos para a realização do pleito? São perguntas sem respostas no momento e que podem mudar a situação nos próximos meses. Até lá, é difícil dizer.

FIM DO PRAZO

Por falar em preparação dos partidos, começa hoje a última semana para filiações e trocas de partido para vereadores. Até sexta-feira, dia 3, quem quiser concorrer às vagas nas câmaras municipais precisará estar filiado.

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.