Liminar cancela 28ª edição da Vaquejada de Quixeramobim

0

Na última segunda-feira, 28, uma liminar suspendeu, através de uma ação civil pública do Ministério Público do Ceará (MPCE), a 28ª edição da Vaquejada em Quixeramobim, a 206, 1 quilômetros de Fortaleza, prevista para acontecer nos dias 7, 8 e 9 de setembro deste ano. O empresário Sílvio Antônio de Albuquerque Fernandes, organizador do evento, também é alvo da medida.

Conforme a decisão, em caso de desobediência, a organização da vaquejada deverá pagar pena de multa diária de R$ 100 mil, apreensão dos instrumentos utilizados e dos respectivos animais, sem prejuízo da prisão em flagrante dos responsáveis e persecução criminal pelos crimes que o descumprimento da ordem vier a importar. A juíza substituta titular da 1ª Vara da Comarca de Quixeramobim, Kathleen Nicola Kilian, deferiu o empresário se “abstenha de autorizar, apoiar, patrocinar e realizar qualquer ato que importe ou contribua com a realização de qualquer espetáculo de vaquejada”.

A 1ª Promotoria de Justiça de Quixeramobim havia expedido, em 17 deste mês, uma recomendação para a não realização de vaquejadas na cidade. Uma das Vaquejadas previstas na cidade foi cancelada já em atendimento ao teor da recomendação ministerial em favor do “bem estar animal.”

O POVO Online entrou em contato com o empresário Sílvio Antônio de Albuquerque Fernandes, na noite desta quarta-feira, 30, mas as ligações não foram completadas.

 

 

Redação O POVO Online

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.