‘Muito produtiva’, diz procurador-geral de Justiça sobre 1ª reunião com representante de PMs

0

“A reunião foi muito produtiva e estamos esperançosos todos por uma solução breve para esse caso”, foi o que afirmou o procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro, ao fazer o balanço de um encontro realizado entre a comissão formada pelos três Poderes do Estado – Executivo, Legislativo e Judiciário – e o representante dos PMs, o coronel reformado do Exército, Walmir Medeiros, na manhã desta quinta-feira (27). A reunião ocorreu na sede do Ministério Público do Ceará (MPCE), no bairro José Bonifácio, quando o representante dos PMs apresentou uma pauta, por escrito, com 18 pontos de reinvidicação. 

O objetivo da reunião foi avançar em um diálogo que possa dar fim à paralisação de parte da Polícia Militar no Ceará, que já chega ao 10º dia. Na ocasião, o procurador-geral informou ainda à imprensa que, a partir de agora, as informações sobre a situação vão ser sigilosas.

“Tivemos uma discussão num bom nível e o que nós temos agora pra fazer vai ser de informação restrita, porque nós seguimos um protocolo de gerencimento de crise que entende que a informação não deve circular de forma a gerar especulações”.

PEDIDO DE PRORROGAÇÃO

Os policiais se mantêm amotinados desde o dia 18 de fevereiro, reivindicando um reajuste salarial. De quarta-feira (19) até terça-feira (25), foram registrados 195 homicídios no Estado, mantendo uma média de 19 mortes por dia. De acordo com a SSPDS, a média em janeiro de 2020 era de seis crimes por dia.

Com a crise instalada na segurança pública, o governador Camilo Santana (PT) solicitou ao Governo Federal a prorrogação do decretoda Garantia da Lei da Ordem (GLO) no Ceará. 

O decreto presidencial que autoriza a operação GLO no Estado está previsto para se encerrar nesta sexta-feira (28). O Governo, entretanto, não informou quantos dias a mais foram solicitados para a permanência das tropas e nem se demandou aumento no contingente militar. 

Hoje, há 2,5 mil homens do Exército Brasileiro patrulhando as ruas da Capital, Região Metropolitana e algumas cidades do interior.  

COMISSÃO DOS TRÊS PODERES 

O colegiado é formado pelo procurador-geral do Estado, Juvêncio Viana; pelo corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), desembargador Teodoro Silva Santos; pelo deputado estadual Evandro Leitão (PDT); pelo procurador-geral de Justiça, Manuel Pinheiro; pelo presidente da Ordem dos Advogados no Ceará (OAB-CE), Erinaldo Dantas; e ainda pelos coronéis do Exército, Marcos Cesário e Menezes Neto. 

Os nomes foram definidos na quarta-feira (27), em reunião do grupo na sede do MPCE, responsável por sugerir a instalação do colegiado. Os membros do Ministério Público, da OAB-CE e das Forças Armadas irão atuar como mediadores, fazendo a ponte entre a categoria e a comissão, para tentar retomar um diálogo.

Um dos interlocutores escolhidos para conversar com os amotinados é o presidente da OAB-CE, Erinaldo Dantas, que buscou conversar ainda na quarta-feira com policiais paralisados no 18º Batalhão da PM, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza.

 

 

Diário do Nordeste

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.