Deslizamentos de rocha se tornaram constantes na região Norte do Ceará

0

Na Zona Norte do Ceará, um problema tem se agravado a cada dia, principalmente em trechos por rochas. Algumas estradas que cortam a Serra da Ibiapaba, por exemplo, tem se transformado em perigo para os motoristas. A água infiltrada nas pedras contribui para que ocorram deslizamentos. Na CE-253, Rodovia Pedro Aragão, num trecho da ladeira que liga o município de Mucambo a Ibiapina, a pista foi parcialmente interditada em dois pontos.

O problema não é recente, sendo motivo de diversas reuniões na Assembleia Legislativa, com a participação de autoridades dos municípios de Ibiapina e Mucambo, que destacaram a importância do trecho para a região e cobram uma ação rápida do Governo do Estado. Há pouco mais de um mês, a ladeira já havia sido interditada por deslizamento de rochas e árvores, o que mobilizou a Defesa Civil em um trabalho emergencial de desobstrução dos trechos mais perigosos. Segundo o motorista William Leitão, que trafegava regularmente pelo local, “essa situação é constante durante o período das chuvas. Sempre caem pedras nesse trecho, assim como todo o asfalto cede, aumentando o risco de acidentes”, disse.

Antes, quem se deslocava pela serra da Ibiapaba para um dos municípios, tinha outra opção, pela CE-321, que dá acesso a São Benedito. Porém, os motoristas que têm feito esse trajeto também sofrem com os obstáculos encontrados no trecho conhecido como Ladeira da Lapa, entre São Benedito e Graça. Lá, a água avançou sobre a estrada, levando parte do asfalto. O problema persiste há quase um mês, reclama quem transita pelo local, que não tem sinalização. Diacrísio Araújo é uma dessas pessoas. O comerciante viajou de Canindé para conhecer a Serra e se arrependeu da escolha quando viu o estrago do desmoronamento de pedras e a água escorrendo pela via. “É um perigo real, principalmente para quem não conhece a estrada”, afirmou.

Monitoramento

Segundo a Assessoria de Imprensa do Departamento Estadual de Rodovias (DR), “em relação à rodovia Mucambo-Ibiapina, a Defesa Civil tem feito um trabalho diário de monitoramento e desobstrução da via. Além da orientação de alerta sobre o tráfego na região. Sobre o trecho Graça-São Benedito, o Departamento não recebeu ainda nenhuma reclamação sobre interdição, completa ou parcial do trecho”.

Do outro lado da Serra, num trecho da BR-222, a 12 quilômetros de Itapajé, as pedras também têm avançado sobre a rodovia, fazendo vítimas. O motorista Anderson Mesquita trafegava pelo local, por volta das 23h30min, quando sofreu um acidente, ao bater o carro contra as rochas que caíram numa curva, na altura do km 112.

A Defesa Civil de Itapajé entrou em contato com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Ceará (Dnit-CE) para previnir novos deslizamentos. “Temos feito trabalhos constantes de monitoramento na área e já solicitamos do Dnit estudos sobre a situação, mas todo cuidado é necessário, disse William Sousa, coordenador da Defesa Civil.

Fonte: Diário do Nordeste

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.