Jovem espancada até a morte em Sobral foi atraída sob pretexto de que receberia entrega

0

Uma parente da jovem espancada no meio da rua e morta a facadas em uma casa em Sobral, no Ceará, afirmou na manhã desta quinta-feira (16) que o crime foi uma “crueldade” e uma “maldade” e que a irmã não tinha envolvimento com facções criminosas. Familiares que não querem se identificar disseram ainda que um homem pediu para que um mototaxista fosse buscar Maria Elailane sob pretexto de fazer uma entrega à vítima. Oito pessoas foram detidas por suspeita de envolvimento no crime.

“Ela não dizia nada com ninguém. Foi só crueldade. Só maldade. E nem foi por ela. Ela não devia nada a ninguém, ela não conhecia ninguém. Essas pessoas que mataram ela, ela não conhecia ninguém.”

Segundo o mesmo parente, os criminosos enviaram um mototaxista para buscar jovem. “O que eu tomei conhecimento é que um mototáxi foi buscar ela. Um senhor lá dos Terrenos Novos mandou buscar ela. Esse senhor dos Terrenos Novos mandou ela buscar uma comida umas coisas que ele ajudava uma amiga dela. E mandou ela pegar e ela não queria ir se sentia muito mau indo para aquele lugar”, disse.

O corpo de Maria Elailane foi encontrado com sinais de espancamento, apedrejamento e lesões por faca na última terça-feira (14), em um imóvel abandonado no Bairro Terrenos Novos, em Sobral. As agressões começaram ainda na rua e só tiveram fim dentro da residência, onde a vítima foi executada. Oito pessoas foram detidas. Cinco mulheres e três homens.

Morta por facção

De acordo com o titular do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) do município, delegado Paulo Castro, a mulher passava por uma rua do bairro, quando foi identificada por um grupo de mulheres como membro de uma facção criminosa rival. Logo em seguida, o mesmo grupo passou a agredir a vítima com socos, chutes, puxões de cabelos e palavras de baixo calão.

A mulher foi arrastada pelos cabelos até uma casa abandonada, onde as agressões ficaram mais hostis. No local, pedaços de madeira e pedra foram utilizados para lesionar Elailane. Toda a ação foi filmada, por uma pessoa que observa o crime ser cometido. Um homem também assistiu todas as agressões, dentro e fora do imóvel, contra a vítima.

O delegado informou que as imagens contribuíram para a identificação. A investigação segue a cargo do NHPP de Sobral.

Veja o Vídeo:

 

G1CE

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.