Ministério Público investiga taxa cobrada por barraca na Lagoa do Paraíso, em Jericoacoara

0

A cobrança de R$ 20 que dá acesso à barraca e restaurante Alchymist Beach Club, em Jericoacora, está sendo investigada pelo Ministério Público (MP) da Comarca de Jijoca desde 5 de julho. O estabelecimento é o principal acesso à Lagoa do Paraíso, região famosa pelas redes dentro da água, e tem maior potencial de estrutura física para os turistas.

A ação prevê a averiguação da regularidade da cobrança. No documento do MP, a promotora de justiça Cibelle Nunes, responsável pela investigação, exige à barraca detalhes sobre a taxa para entrar no estabelecimento e questiona se há autorização em âmbito municipal.

Segundo o órgão, qualquer turista pode ter acesso à Lagoa do Paraíso pelo empreendimento, sem custo algum, mesmo que haja outras vias de acesso. Em abril deste ano, a Alchymist teve seu funcionamento suspenso pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) após comprovação de que o local se encontra em Área de Preservação Permanente (APP). O funcionamento foi retomado em junho, através de liminar.

A barraca Alchymist Beach Club afirma que tem segurança jurídica para cobrar a taxa, já que se trata de área privada e que não inviabiliza o acesso por outras parte da lagoa. Ainda assim, uma reunião está marcada com o Ministério Público nesta semana para tratar sobre a investigação do órgão.

Com Informações do Tribuna do Ceará
Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.