Prefeito cassado vence eleição suplementar e volta ao cargo em Tianguá

0
O candidato Doutor Luiz venceu a eleição suplementar de Tianguá neste domingo (27) e volta ao cargo após 11 anos. Luiz havia vencido também a eleição municipal de 2016, mas teve a vitória cassada porque era considerado inelegível.
Com 100% das urnas apuradas, Doutor Luiz obteve 51,78% dos votos válidos. Em seguida aparecem Valdeida do Jean (43,24%), Aroldo Aragão (2,9%) e Zé Terceiro (2,08%). Valfrido, que se candidatou e teve o nome na urna eletrônica, não teve os votos computados como válido porque desistiu da candidatura. A abstenção foi de 15,06%, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral.
Doutor Luiz foi cassado em 2008 por abuso de poder durante a eleição e ficou inelegível pelos oito anos seguintes. Em 2016, ele voltou a se candidatar e foi o mais votado no pleito, mas perdeu o diploma em 2018 porque não havia cumprido ainda os oito anos de inelegibilidade.
Estiveram aptos a votar 50.363 eleitores de 180 seções com urnas. O pleito teve a colaboração de 720 mesários. A totalização dos votos foi iniciada às 17h, segundo o TRE-CE.
Disputaram a prefeitura de Tianguá:
Dr. Luiz e Alex Anderson Nunes da Costa, com 20.268 votos (51,78%);
Valdeída do Jean e Fernando Alves de Menezes, com 16.923 votos (43,24%);
Haroldo Aragãoe Tiago Cunha Fontenele, com 1.135 votos (2,9%);
Zé Terceiro e João Antônio Beviláqua Alves, com 814 votos (2,08%).
G1 Ceará
Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.