Ciro pode ser o vice de Álvaro Dias na corrida para o Planalto, devido seu índice baixo nas pesquisas

0

A campanha do presidenciável Ciro Gomes (PDT) não decola. Isso tem tirado o sono de pedetistas históricos, como Osmar Dias, do Paraná. Ele é irmão do também presidenciável Álvaro Dias (Podemos), que mesmo nunca tendo sido candidato, está com desempenho igual ao do FG nas últimas pesquisas. O que se defende no Paraná é que Álvaro assuma a cabeça de chapa e Ciro seja vice.

O presidente do PDT, Carlos Lupi, tem encontro marcado amanhã (12) com Osmar para decidir a questão. Lupi, como bem lembra o colunista Fábio Campana, “tem firmado absurdas alianças heterodoxas nos estados“. Se fizer esse novo acordo em âmbito nacional, seria só mais um para a lista.

Em tempo

Não são apenas os pedetistas do Paraná que querem a saída de Ciro da corrida presidencial pelo partido. O Ferreira Gomes tem rejeição em diversos estados, principalmente por seu nome e de seu irmão, o ex-governador do Ceará Cid Gomes (PDT), terem aparecido em escândalos de corrupção.

Ciro é o “Sardinha da lista da Odebrecht, e o irmão é o “Falso”. Além disso, Cid está enrolado por receber propina da JBS e ter feito lobby para colocar a empresa cearense Marquise, de José Carlos Pontes, no “Tatu Tênis Clube” — cartel de empreiteiras responsável por obras de túnel de metrôs no país.

Cid ainda está envolvido na construção irregular em Área de Proteção Ambiental (APA) na Serra da Meruoca, no empréstimo irregular no BNB, na megalomania do Acquario Ceará e nas inúmeras interrogações sobre as obras da Arena Castelão, Centro de Formação Olímpica e Centro de Eventos.

Com informações do Ceará News

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.