Laudo da morte de Henry Borel aponta 23 lesões por ação violenta e descarta queda

0

Henry Borel, menino de quatro anos morto em 8 de março, no Rio de Janeiro, teve 23 lesões por ação violenta, conforme apontou a reconstituição da morte. A mãe do garoto, Monique Medeiros, e o padastro, o vereador Dr. Jairinho, foram presos na quinta-feira (8), sob suspeita de homicídio qualificado do garoto.

O laudo da perícia descartou a possibilidade de um acidente doméstico, como queda, segundo revelou o Fantástico deste domingo (11). A versão de Monique e Jairinho é de que o menino caiu, algo que também já tinha sido desacreditado pela necrópsia.

Henry foi levado pela mãe e pelo padrasto Dr. Jairinho ao hospital Barra D’Or na madrugada de 8 de março e já chegou à unidade sem vida. 

Diário do Nordeste

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.