PAI QUE RECUPEROU GUARDA DA FILHA E DEPOIS A MATOU É CONDENADO.

0

O caso envolvendo o assassinato brutal de uma menina de seis anos pelo próprio pai chegou ao fim nesta última terça-feira(21)na Inglaterra, após um julgamento dramático.

Ellie foi morta dentro de casa, em outubro de 2013. Por unanimidade, o júri considerou seus pais, Ben Butler e Jennie Gray, culpados. Ele foi condenado a no mínimo 23 anos de prisão, e ela, considerada cúmplice, a três anos e seis meses.

A criança apresentava lesões no crânio e na coluna comparáveis às encontradas em pessoas que sofrem acidentes de carro em alta velocidade – e também pelo fato de Butler já ter sido acusado de agredir a filha quando ela ainda era um bebê. Ele havia conseguido reaver a guarda da menina apenas 11 meses antes de ela ser morta, o que levantou discussões sobre a atuação da Justiça no episódio.

 Segundo a acusação, Butler teve um surto de raiva e aplicou golpes na cabeça de Ellie até que ela morresse. Jennie Gray, afirmou a Promotoria, foi chamada pelo companheiro quando estava no trabalho. Ao chegar em casa, viu a filha morta, mas não ligou imediatamente para o serviço de emergência. Ela acabou condenada por crueldade infantil e por ter encoberto o homicídio.

Não existem avaliações

Deixe sua avaliação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.